Pretende morar em Londres? – Onde, Como e Quanto?

Escrito por Pastor Israel on Oct 14, 2011 in Vida em Londres - 3 Comentários

Viver em Londres – Onde, Como e Quanto?

Caso tenham a ideia de vir morar em Londres, uma questão a considerar e onde irão morar. Neste caso, ha uma serie de alternativas a serem consideradas. Uma delas e onde procurar uma moradia, como fazer isso e quanto isto pode custar. Primeiramente, esqueçam a ideia de procurarem casas anunciadas nos jornais quando chegarem aqui ou de irem às imobiliárias. A pesquisa será muito mais rápida e eficiente online do que indo a pé de imobiliária em imobiliária.

Porque não e aconselhável procurar casa nos jornais ou em agências imobiliárias?:

- As agências imobiliárias cobram taxas elevadas ao proprietário e ao inquilino. Isso faz com que o proprietário coloque o aluguel mais elevado porque vai adicionar ao preço que quer receber de aluguel as taxas cobradas pela agência. No entanto, este também é um método mais seguro porque sabem que o vosso dinheiro estará protegido pela agência, ao passo que pagando diretamente ao proprietario têm menos garantias. No entanto, se esta for a sua primeira casa em Londres tera que apresentar um fiador caso não pague, assim  o processo burocrático para alugar uma casa torna-se mais difícil de início sendo alugada através de agência.

- Os jornais/revistas são meios cada vez menos usados pelo inquilino moderno que está familiarizado com a Internet. Assim sendo os proprietarios de boas casas têm a tendência de anunciar online. Essa talvez seja ou não a razão de que as casas anunciadas em jornais e revistas tem a tendência de ter menos qualidade.

Muito bem, agora que já sabem que devem fazer a vossa pesquisa online, é importante saberem O QUE pesquisar. Podem querer procurar por um local onde vivam sozinhos (geralmente apartamento ou Estúdio), podem querer viver acompanhados numa casa/apartamento partilhada onde cada pessoa tem o seu próprio quarto ou podem até partilhar o mesmo quarto com outra pessoa para se tornar ainda mais barato. Vejamos então as vantagens e desvantagens de cada uma destas opções:

Apartamento  (1 quarto) ou Estúdio -  Quem escolher uma destas opções tem que ter uma coisa fundamental – dinheiro! Esta é a opção mais cara de se viver em Londres. Para apartamentos de 1 quarto os proprietários  geralmente estipulam um aluguel contando que duas pessoas viverao lá, portanto geralmente um casal ou dois amigos. Ou seja, colocam o preço para dois. Num estúdio os proprietários vão contar que somente uma pessoa vai morar la, mas como num estúdio tem-se o privilégio de morar sozinho isso vai também aumentar o preço. Claro que depois outros factores também vão influenciar o preço tal como a localização, mas tratarei disso mais adiante.

Casa/apartamento partilhado – Esta é geralmente a opção escolhida pela maioria por ser das mais barata, mas também por se estar em contacto com outras pessoas o que, para muitos é bem melhor do que viver sozinho numa nova cidade, e também cada qual tem a sua própria privacidade no quarto. A situação ideal claro que é já ter amigos com quem partilhar a casa visto que assim se evitam surpresas desagradáveis que podem acontecer muitas vezes quando não se conhece as pessoas. No entanto, mesmo que não se conheça as pessoas com quem se vai morar, tente ir visitar a casa num dia em que todos os “housemates” estarão lá, para que fale um pouco com todos eles já que sempre dá para ter uma primeira impressão das pessoas o que é melhor do que ir no escuro viver numa casa em que não se tem ideia das pessoas que vivem ali. Nesta situação de casas partilhadas geralmente os proprietários ou alugam a casa inteira e todos os inquilinos assinam contrato e todos são responsáveis por tudo ou então o proprietário aluga quartos individuais numa casa. O problema desta ultima opção é que nesse tipo de habitações geralmente as pessoas não querem muito ter relacionamento umas com as outras. Cada um vive no seu quarto e tentam utilizar a cozinha apenas quando ninguém esta lá. Claro que isto não é regra geral, mas como é o proprietario que escolhe os inquilinos em vez de serem os próprios moradores, isso pode trazer o problema de irem viver numa uma casa com pessoas muito mais velhas ou mais novas com gostos e hábitos completamente diferentes, podem ser muito limpas ou muito sujas, enfim, nunca se sabe. Daí, o melhor e que se procure vagas na casa onde quem esta morando e que esteja anunciando.

Dividir quarto – Também pode ser encontrado vários anúncios  para partilhar o mesmo quarto com outra pessoa. O problema neste caso e o risco que você corre de não se relacionar bem com uma pessoa que você não conhece, ou ainda ela queira trazer namorados para o quarto, ou vem muito tarde depois de uma noitada e vai acordar a outra pessoa que esta dormindo. Enfim, existem inúmeras razoes contra esta opção. Mas se estiver mesmo com dificuldade econômica, vale a pena considerar esta hipótese temporariamente até encontrar outra coisa melhor ou ganhar mais dinheiro.

Se você for estudante e a sua universidade tiver residência de estudantes uma boa opção e viver nela. Isto e, se você gosta de festas e tem tempo para isto, se também quer conhecer novas pessoas, então sim, esta e uma boa pedida.

Outro fator extremamente importante a ser  considerado quando se faz a pesquisa por casa é a localização. Londres é dividida em zonas de metro de 1 a 6 (sendo zona 1 a mais central e zona 6 a mais afastada) e também podemos dividi-la em norte, sul, leste e oeste.

Portanto a zona 1 é obviamente a mais cara e vai-se tornando mais barato quanto mais se afasta do centro. Agora têm que considerar que se você esta trabalhando/estudando na zona 1, não será muito favorável viver na zona 6 pelo tempo que demorara em viagens e pelo custo dos transportes que ficara mais caro na mediada que você se distancia do centro.

De forma geral as zonas Norte e Oeste são caras e as zonas Sul e leste são mais baratas. As zonas Sul e Leste são mais baratas por serem mais perigosas ou por serem mais desagradáveis de se viver.

Veja abaixo uma lista das áreas consideradas muito boas, as zonas aconselháveis (em termos de preço, onde consigam encontrar uma casa com mais qualidade por menos dinheiro e onde a própria localidade seja OK) e desaconselháveis (em termos do aspecto e do nível de crime da zona).

Lugares muito bons para viver (sem nenhuma ordem em particular):

Chelsea/Knightbridge: Duas das zonas mais caras para se viver em Londres mas, sem dúvida, muito agradáveis, muito seguras e muito centrais. Tem que ter muito dinheiro!

Fulham/South Kensington/Earl’s Court: Um pouco mais afastadas do centro mas, mesmo assim muito centrais, localizadas a Oeste na zona 1/2,com imensos restaurantes, pubs e a Fulham Broadway é uma zona óptima para se sair á noite.

Richmond: A região e um grande parque.  É um pouco afastado do centro e uma das últimas estacoes da District Line, no entanto é uma zona super agradável, segura, e bonita junto ao famoso parque de Richmond e com uma zona comercial com muito boas lojas, restaurantes e bares.

Notting Hill: Cada vez é uma zona mais apreciada e consecutivamente mais cara. Com o famoso Portobello Market, e as casas pintadas de várias cores, como é característico da área, Notting Hill é muito agradável, com óptimas lojas, bares e cafés, mas com a desvantagem que as principais ruas estão também, cheias de turistas. Onde eu vivo. Um apartamento simples de 2 dormitórios se paga no mínimo 1500 libras por mês.

Bayswater/Queensway: Muito próximas de Notting Hill, os preços também são muito elevados, mas existe também muita oferta de acomodação para estudantes, edifícios onde 20 pessoas partilham o mesmo apartamento, ou edifícios com muitos “bedsits” (são uma espécie de estúdios só que sem o banheiro privativo. Ele é partilhado com outras pessoas do mesmo apartamento). Aqui também existem imensos hóteis daí as ruas estarem constantemente cheias de turistas. De qualquer forma existem muitas lojas agradáveis, os edifícios têm ótimo aspecto, e uma zona mais central e considerada segura de baixa criminalidade.

Paddington/Warwick Avenue/Maida Vale/Marylebone: Morar aqui é também muito caro. As zonas são todas muito centrais, calmas (à exceção de Paddington que é mais movimentada), bonitas e seguras. Geralmente vivem por aqui famílias ou casais mais velhos.

Swiss Cottage/St. John’s Wood:  Somente se você e rico ou quer colocar todo o seu dinheiro no aluguel. Mas muito calmo e agradável de se andar nestas ruas. Estas zonas sao próximas a Regent’s Park que, na minha opiniao é um dos melhores parques de Londres. Vivem nestas estas zonas muitos jovens que trabalham na área financeira ou famílias e casais mais velhos. Onde fica a nossa igreja.

Regent’s Park/Primrose Hill: Caríssimo! Podem imaginar portanto o agradável que é a zona. Algumas celebridades vivem por aqui.

Hampstead Heat/Belsize Park: Muito British, gosto muito destas áreas pelo carácter que as casas têm. As ruas também são calmas, e o Heat, ou seja, o parque de Hampstead é lindíssimo e ideal para caminhar em qualquer estação ano.

Angel/Highbury & Islington: Zona mais jovem, onde se encontra a popular Upper Street cheia de bares e restaurantes. Aqui também residem os típicos profissionais da área financeira que recebem bónus rechochudos que lhes permite pagar os altos alugueis para morar na zona (atenção que muitas vezes os anúncios de casas indicam que fica na zona de Islington mas querem mesmo dizer Holloway Road que já não representa as características que eu estou apontando aqui. Holloway Road não é péssimo, mas é apenas OK. Não é uma rua/zona agradável como Angel e Highbury & Islington).

 

Zonas aconselhadas para viver (sem nenhuma ordem em particular):

Clapham (North, Common, South, Old Town, Park, Junction): Sul, zona 2, ótima zona que tem onde ir a noite, tem bons restaurantes e bares, muitas lojas de todos os géneros, zona calma, comunidade majoritariamente Britânica, boas ligações para o resto da cidade principalmente com a estacão de trem de Clapham Junction.

Vauxhall: Sul, zona 1, tem estacão de metro e trem, é uma das zonas de Londres onde existe uma comunidade Portuguesa, e também é uma zona que atrai a comunidade Gay devido aos muitos bares e discotecas dedicados a este público. Fica junto ao rio Tamis e a comunidade da área é uma mistura entre africana e estrangeira Europeia majoritariamente.

Dulwich: Sul, zona 2, não tem metro mas tem estacão de trem, bares muito bons, comunidade majoritariamente britânica, zona muito calma, limpa, tudo com muito bom aspecto.

Battersea: Battersea tem partes boas e partes não tão boas. Digamos que se pode encontrar um apartamento muito barato numa zona não boa de Battersea como se pode encontrar outro, umas ruas ao lado por 4 vezes mais. De forma geral a zona de Battersea junto ao rio e junto ao parque é muito agradável e mais cara também. Battersea fica do lado sul do rio oposto a Chelsea.

Wimbledon: Sul, zona 3, tem estação de metro e de trem e, através do trem fica-se a poucos minutos do centro de Londres. Apesar de ser localizado apenas na zona 3, Wimbledon parece uma vila fora da cidade com todas as características de uma vila e uma comunidade que majoritariamente vive e trabalha lá. Comunidade misturada entre Britânicos e outros estrangeiros Europeus e Asiáticos.

Putney Bridge: Sul, zona 2. Junto ao rio Tamis, com óptimos locais para se dar bons passeios. Tudo muito limpo e bonito, no entanto o preço já sobe um pouco aqui.

Docklands: A norte e sul do rio Tamis do lado Leste de Londres. Aqui encontram-se edifícios novos, espelhados, altos, na sua maioria bonitos e atraentes arquitetados para que os residentes se sintam em comunidade. A grande desvantagem destas zonas é que não tem muito movimento nos finais de semana. Os preços variam desde muito caro a razoável.

Elephant & Castle: Sul, zona 1, tem óptimas ligações de transportes e fica muito perto do centro da cidade. E uma região de muita concentração de latinos. Tem um shopping comercial que, apesar de antigo e desagradável tem todas as lojas importantes para o dia-a-dia.

Greenwhich: Sul, zona 2, um pouco afastado do centro mas sem duvida um local lindíssimo onde há de tudo mas tem a desvantagem de o centro de Greenwich ser também demasiado turístico.

Ealing: Oeste, zona 3. Um dos melhores lugares para se viver que une qualidade e bons preços. Fica um pouquinho afastado do centro, mas é uma boa zona, geralmente Franceses, irlandeses e australianos gostam de viver ali. É calma e tem muitas lojas.

Sheperd’s Bush: Oeste, zona 2. Esta zona tem melhorado muito nos últimos anos, principalmente após a criação do grande centro comercial Westfield que veiu “limpar” a zona apesar de ainda ter algumas áreas menos aconselháveis.

Queen’s Park: Norte, zona 2, é uma zona calma e tem relativamente bom aspecto. Nos últimos anos tem se valorizado bastante.

Kilburn e Finchley Road: Norte, zona 2, zonas muito movimentadas, grandes ruas comerciais com imensas lojas. À semelhança de Sheperd’s Bush, Kilburn também não tem uma boa reputação, mas tem melhorado com o tempo.

Tufnell Park/Archway: Norte, zona 2, zonas calmas próximas de Camden Town. Já são melhores que Sheperd’s Bush e as anteriormente mencionadas.

Camden Town/Kentish Town: Junto à estação de Camden Town é tudo demasiado movimentado com muitos turistas, mas um pouco mais afastado encontramos zonas residencias calmas e agradáveis com a vantagem de ainda estarem bem próximos de Camden Town e do Regents Canal, de Hampstead Heat e do centro da cidade.

Golders Green: Norte, zona 2, mais uma vez uma zona muito agradável com ótimo aspecto e lojas que atraem o consumidor.

Alexandra Palace/Crouch End/Muswell Hill: Norte, equivalente a zona 2 ou 3. Para qualquer um destes locais o acesso não é dos mais fáceis devido à falta de estação de metro, mas isso faz também com que sejam mais baratas. Pode-se ir até Finsbury Park ou Wood Green ou Finchley (no caso de Muswell Hill) e pegar um ônibus que demorara cerca de 15-30 minutos para chegar a estes destinos mas qualquer uma destas zonas são tão agradáveis que vale a pena a viagem mais demorada para ali chegar . Relativamente a Alexandra Palace, esta área tem o nome de um edifício localizado no topo do monte com o mesmo nome e uma vista espetacular sobre Londres.

Manor House: Norte, zona 2. Consegue-se encontrar aqui acomodação bem em conta. Manor House em si tem poucas lojas mas fica perto de Haringey onde se pode encontrar várias lojas e um grande supermercado. Esta é uma zona essencialmente com uma comunidade Turca onde nas ruas se vê a maioria de restaurantes Turcos.

Localidades não recomendadas:

Peckham: Sul, zona 2. Não tem estação de metro mas tem estação de trem. Ainda há muitos casos de gangs por lá e a criminalidade ainda tem níveis altos o suficiente para ser preferível não se viver por lá.

Hackney: Nordeste, zona 2. Tem a desvantagem que não existe nenhuma estação de metro nesta zona, mas há várias estações de trem.

WhiteChapel/Bethnal Green/Stepney Green: Este, zona 1 e 2. Não são tao agradaveis porque dao um aspecto de serem sujas. No entanto têm a vantagem de serem relativamente próximas do centro da cidade. Porque aqui existem muitos restaurantes e comércio da Índia/Pakistão e Bangladesh dada a grande comunidade presente nessas áreas.

Bexley Heath/Seven Sisters. Nordeste, zona 2. Zonas relativamente perigosas, com mau aspecto dia e noite.

Leyton/Leytonstone: Ambas as zonas tem simplesmente mau aspecto e as pessoas não parecem nada amigáveis.

Bem a lista de zonas desaconselháveis não é tão grande como a de zonas aconselháveis. Não porque tudo seja maravilhoso em Londres, muito pelo contrário. Londres é uma cidade relativamente perigosa, embora o índice de violência seja menor que o de Nova Yorque nos EUA, então é sempre bom ter um pouco de cuidado. A forma como a cidade está organizada tenta juntar pessoas de diferentes classes sociais na mesma área evitando assim que haja zonas terrivelmente perigosas ou zonas só com classe alta.

 

As zonas indicadas não tem como critério a riqueza. São recomendadas pela proximidade do centro, custo da moradia, taxa de criminalidade baixa e por serem agradáveis.

 

Os melhores Websites para pesquisa de moradias em Londres:

 

Gumtree – este é sem duvida o melhor deles todos neste quesito já que muito conhecido e está constantemente sendo atualizado. Infelizmente os criminosos cibernáuticos tem tendência de se aproveitarem do poder deste site e por vezes tentam enganar pessoas ao anunciar casas baratas em zonas boas que não existem e pedirem dinheiro adiantado antes das pessoas irem ver irem ver a casa. Não caiam nessas armadilhas. Preste atenção! Nunca de dinheiro adiantado sem antes averiguar a oferta em detalhes.

Easyroommate – através deste site podem logo ver as caras das pessoas que vivem na casa e descrições sobre elas o que pode ser importante já que é bom conhecer previamente as pessoas com quem terão que conviver.

Moveflat os gráficos deste site podem não ser dos melhores mas o site é bastante eficaz principalmente porque podem fazer pesquisas muito especificas na casa, local e tipo de pessoas com que querem morar.

Spareroom – para este site precisam pagar para acessar os detalhes de contato de alguns proprietários/flatmates, no entanto, o fato do site ser pago também ajuda a que atraía “flatmates” e proprietários que, de forma geral, têm casas com maior qualidade do que aqueles que anunciam nos sites gratuitos. Vale bem a pena pesquisar neste site também e poderão acessar alguns dos contatos gratuitamente.

Os sites: www.propertyfinder.com ou www.primelocation.com, têm também muita oferta mas majoritariamente as casas anunciadas são pelas agencias.

Não precisam esperar chegar aqui para pesquisar e fazer os contatos. Enquanto ainda estao no vosso pais de origem, marquem as visitas para quando vocês chegarem afim de não perderem muito tempo.

Quanto aos preços estes variam bastante, mas saibam que viver em Londres é caro. No entanto podem encontrar vaga desde £70 e quartos £120 por semana, sem, no entanto, estarem vivendo em nenhuma espelunca. É preciso saber procurar. No entanto será melhor terem o orçamento um pouco mais elevado já que será mais fácil encontrar vagas por £90 e quartos £150 por semana. No entanto, para as zonas muito boas de Londres que apresentei na primeira parte, deverão esperar gastar pelo menos £120 a vaga e £200 o quarto por semana. Não caia em armadilhas e não se deixe explorar.

Caso tenham alguma pergunta podem fazê-la via site e tão logo possamos estaremos respondendo. Somente lembrando que as sugestões oferecidas são apenas um ponto de partida para as suas próprias pesquisas e futuras avaliações e conclusões.

 

Estas informações foram coletadas do blog tugaemlondres.blogs.sapo.pt. Elas foram adaptadas tanto na grafia do português de Portugal para o Português do Brasil quanto ao caráter de algumas informações.

 

3 Comentários em “Pretende morar em Londres? – Onde, Como e Quanto?”

  • Renata 23 January, 2012 1:31 am . Reply

    Ola, adorei as dicas , estou frequentando uma igreja batista aqui no Brasil, mais estarei indo para Londres em breve.
    Renata

  • Michela Franco 11 April, 2012 5:18 pm . Reply

    Ola, queria agradecer imensamente pelas informaçoes deste site, muito completo e imparcial, o melhor que encontrei até agora, sou brasileira/italiana, mas vivo na españa a 5 anos, aqui já esta impossivel de viver a crise é imensa, e temos q pular do barco antes q afunde.. em 2 meses iremos a viver em Londres, (marido e filho), estou pesquisando td que posso por internet, mas tenho algumas duvidas a respeito dos lugares, temos amigo que vivem em Seven Sisters, mas nao li nada bom sobre esse lugar, queria algo alrededor de Hyde Park, meu marido passou alguns meses ai e adorou, mas me parece muito caro para 3 pessoas, apesar de nao termos nenhum problema em compartir um ap. com outra familia, ou melhor ainda seria um studio… Sigo pesquisando por aqui, caso tenha alguma informaçao adicional, te agradeceria…
    No brasil frequentava a Igreja Baptista, e gostaria de seguila em lONDRES, espero q encontre alguma. Um forte abraço, obrigado pela dicas..

  • andre costa 1 February, 2013 9:58 am . Reply

    saudacoes Ol gente Bonita .
    alguem saberia me informar telefoneou E-mail do Rogerio ? ele tem teria uma agencia de envio de dinheiro alem de ser Brasileiro antigo em Londres…..conhece tudo sabe tudo . sou amigo dele ja vivi em Londres e estou de retorno A’ Londres proximo Mes e atualmente moro no japao tokyo. se alguem puder me colocar em contato com ele aqui esta minha referencia
    nome Andre..
    facebook andre costa
    ou andre Builder
    skype andre.shogun
    e mail neyous@live.jp
    Obrigado a todos

Deixe um comentário